A importância da primeira maturação

Para garantir a manutenção dos recursos pesqueiros, são levados em conta aspectos econômicos, sociais e ambientais na gestão dos mesmos. Do ponto de vista ambiental para que a atividade seja considerada sustentável, diversos parâmetros são avaliados e a partir deles estabelecidos instrumentos de gestão. Conhecer a biologia reprodutiva dos peixes é uma forma de contribuir para a compreensão de sua dinâmica populacional, desde seu nascimento até o tamanho de sua primeira maturação, fase vital em que o indivíduo se encontra pronto para o início do seu processo reprodutivo. Com isso, geralmente é estabelecido um tamanho mínimo no qual esse indivíduo deve ser capturado de acordo com dados científicos de estimativa de tamanho, onde ao menos 50% da população esteja apta para se reproduzir e o outro instrumento utilizado é o defeso, uma paralisação temporária da pesca para determinadas espécies. Diante disso, a negligência quanto a conhecimentos a cerca da espécie pescada, pode gerar a chamada “sobrepesca”, uma vez que se há uma pesca desordenada e sem controle, ocasionando a escassez de determinada população. Portanto, mesmo com tais instrumentos, é preciso implementar ações afirmativas que garantam que as regras estabelecidas sejam cumpridas, como fiscalização, conscientização e incentivo.

Adicione seu comentário

Leave a Reply